Orientações para a Retoma da Atividade Cirúrgica Eletiva na Fase de Desconfinamento

(CoVid-19)

Caros colegas, enfermeiros perioperatórios e cidadãos:

A Associação dos Enfermeiros de Sala de Operações Portugueses – AESOP, mantém o compromisso assumido, em promover de forma consistente e sistemática, a segurança dos profissionais e das pessoas em situação perioperatória, especialmente no contexto da CoVid-19.

Neste âmbito, a AESOP, publicou e reviu as recomendações para os cuidados de saúde em contexto perioperatório em doentes CoVid-1, colaborou em atividades científicas e publicações com associações profissionais congéneres, reguladores e grupos de profissionais, de forma a que os cuidados perioperatórios seguros fossem representados nesta área da saúde.

As especificidades dos cuidados perioperatórios em contexto de pandemia por CoVid-19, não foram considerados pelas entidades reguladoras da saúde, como área prioritária a preparar, acompanhar e suportar. No entanto, a diminuição drástica da atividade cirúrgica eletiva e urgente, a alteração da organização dos blocos operatórios, dos circuitos e a dispersão de recursos humanos para áreas prioritárias do combate ao CoVid-19, tornou mais evidente o valor e o peso da atividade perioperatória nas organizações hospitalares e nos cuidados de saúde à população.

Assim, hoje mais do que nunca, retomar a atividade cirúrgica com segurança tornou-se um objetivo imediato a cumprir. Esta etapa, que poderá ser mais longa do que se desejaria, necessita estar balizada por novas fronteiras, como os circuitos independentes; maior consumo de materiais e de tempo; aumento do número de profissionais alocados; capacitação aumentada da pessoa em situação perioperatória e reforçada por princípios desde sempre presentes e fundamentais para a segurança de todos, como a prevenção e controlo de infeção; assépsia cirúrgica e assépsia progressiva; adesão de boas práticas e colaboração interdisciplinar. São estes aspetos que a AESOP inclui nestas orientações para a retoma da atividade cirúrgica eletiva na fase de desconfinamento por CoVid19.

Se estivermos seguros, seremos capazes.

Até breve,

Mercedes Bilbao

Presidente da AESOP

 

Pode ler o documento aqui