Home CONTACTOS EORNA LINKS LOJA

Pesquisa

Newsletter

introduza o seu email e subscreva a nossa newsletter

XVII Congresso Nacional da AESOP


 

Boas Vindas Comissões Programa
Cientifico
Fotos Comunicações
Livres/Posters
Avaliação 
(brevemente)
Colaboradores

 

Discurso proferido na abertura do Congresso, tendo como convidados :
 
Sra. Prof. Andreia Jorge Silva - Diretora de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde da Direção Geral de Saúde – em representação do Ministério da Saúde
Sra. Enfermeira Ana Rita Cavaco – Bastonária da Ordem Enfermeiros 
Sr. Dr. Eduardo Quinta Nova – Em representação da Câmara Municipal de Sintra 
Sra. Dra. Susana Ribeiro - Em representação da SPMS 
 
Exmos. convidados , caros colegas, 
minhas senhoras e meus senhores:
 
Em nome da AESOP dou-vos as mais calorosas boas vindas a este congresso nacional que reúne os enfermeiros perioperatórios portugueses e muitos colaboradores e profissionais de saúde.
 
“O futuro é hoje”!
 
E porque o Futuro não é amanhã, é HOJE, foi com base em décadas de sedimentação e desenvolvimento da nossa organização, AESOP, que congrega, identifica e fortalece a comunidade dos enfermeiros perioperatórios no País, que chegamos HOJE, à nossa maior encruzilhada.
 
Reconhecemos já, que estamos: capacitados para cuidar da pessoa em situação perioperatória, em qualquer fase da sua vida (desde antes do seu nascimento até ao post mortem),  aptos a garantir a segurança da pessoa e equipa, competentes para gerir e assegurar o controlo dos dispositivos médicos, preparados para evidenciar uma praxis perioperatória congruente com a consciência cirúrgica baseada num sistema de valores ético, agindo sempre em benefício da pessoa, numa cultura de prevenção do risco e controlo da infeção. 
 
E com as nossas competências reconhecidas, aptos a regular esta identidade.
 
Para quem me segue neste raciocínio reconhece, com facilidade, as competências especializadas que nos identificam, aprovadas já em Assembleia geral da Ordem dos Enfermeiros no passado dia 7 de maio de 2015 e cujo Regulamento está ainda HOJE, 11 de março de 2016, por publicar em Diário da República.
 
“O futuro é hoje”!
E como estamos a preparar a próxima geração de enfermeiros perioperatórios?
 
Trazemos nesta geração atual de Enfermeiros Perioperatórios, 30 anos de luta, trabalho, esperas, retrocessos, conquistas e adiamentos para reconhecer o que é evidente. Mas quando precisarmos de ser operados, atrás da máscara, estarão enfermeiros perioperatórios especializados?
 
Passámos por tutelas, entidades de ensino, organizações profissionais nacionais e internacionais, Ordem dos enfermeiros desde a sua fundação, até este 5º mandato.
 
Pelo caminho construímos identidade, evidência e documentação que suporta a individualização da especialidade clínica em Enfermagem Perioperatória.
 
Podemos garantir aos colegas, à tutela e à organização profissional que nos regula em Portugal, que estamos concentrados e proactivos neste percurso infindável, mas esse mesmo retorno esperamos destas organizações – Conclusão do processo de Reconhecimento e Individualização da especialidade clínica em Enfermagem Perioperatória.
 
Caros colegas, não é só este desafio que nos enquadra na profissão e que reforçamos neste encontro:
 
É fundamental, também, manter viva a coerência da nossa intervenção como profissionais em contexto perioperatório tornando visíveis as nossas competências específicas que desenvolvemos em contexto  perioperatório: 
  • promover efetivamente o reconhecimento do outro e a capacitação da pessoa como ser único, capaz de fomentar a sua autonomia; 
  • atuar com fundamentação e também com coragem no reconhecimento da vulnerabilidade da pessoa em situação perioperatória; 
  • ter a responsabilidade do cuidado fundamentado na evidência e nas boas práticas; 
  • evidenciar uma vigilância antecipatória estando atentos e como nos diz Renae Battié, Presidente da AORN, “com a cabeça onde estão os nossos pés”; 
  • intervir com prudência e gestão de risco, preparando e mantendo um ambiente seguro, quanto à comunicação, à gestão dos cuidados , dos materiais e;
  • construir uma consciência cirúrgica no agir, influenciando as boas práticas, cumprindo e fazendo cumprir princípios de assepsia e controlo de infeção.
Como associação urge que os Enfermeiros Perioperatórios possamos estar representados e constituirmos uma voz viva na saúde e na sociedade, estarmos juntos é sermos sócios.
 
Significa, ainda, participar nos encontros do clube dos Enfermeiros Perioperatórios gestores, participar nos inquéritos de opinião que são lançados,  na publicação da revista, na formação e investigação, no reconhecimento do coordenador do PND em cada bloco operatório e dos peritos em áreas de formação.
 
O programa para estes dias e para os próximos anos será exigente, nada de mais ao que estamos habituados e somos capazes.
Comunicar de forma mais clara, será difícil.
 
“O futuro é hoje”! retomo as palavras de John C. Maxwell. A única opção é apostar no dia de hoje. Hoje é o único tempo que temos. É muito tarde para ontem. E não podemos depender do amanhã.”

 
DESEJAMOS A TODOS UM TRABALHO DE EXCELÊNCIA E DEIXEM UM ESPAÇO DE RE-ENCONTRO NESTES 2 DIAS DE CONGRESSO!
 
 
Mercedes Bilbao
 
Sintra, 11 março 2016

Voltar Imprimir O seu email n�o � valido
2011 © AESOP - Todos os direitos reservados  |  Powered by Leading
Última actualização em 2017-10-11